Quais são as melhores vitaminas para controlar a queda de cabelo?


Quais são as melhores vitaminas para controlar a queda de cabelo?

Vitaminas e tratamentos naturais para perda de cabelo
A perda dos fios pode ser dar por vários motivos, por isso que precisamos consultar um especialista para descobrir a verdadeira causa, dentre as possíveis causas pode que a perda de cabelo seja causada por eflúvio telógeno. Espere um pouco, você nunca ouviu falar sobre o eflúvio telógeno?

O eflúvio do telógeno é uma forma de perda temporária de cabelo que geralmente ocorre após o estresse, um choque ou um evento traumático. Geralmente ocorre na parte superior do couro cabeludo. É uma condição que faz com que os cabelos que normalmente estão no estágio anágeno (em crescimento) sejam prematuramente empurrados para a fase telógena (em repouso) do cabelo. Ciclo de crescimento, provocando a queda desses cabelos. O eflúvio telógeno pode ser tratado por vários meses.
O eflúvio do telógeno é diferente do distúrbio da perda de cabelo chamado alopecia areata. Grandes quantidades de cabelo de uma pessoa podem cair, mas geralmente são temporárias, e o cabelo geralmente volta a crescer.

O eflúvio se divide em dois tipos: agudo e crônico: São subtítulos que compartilham a queixa de queda aguda, mas são clinicamente distintos.

Eflúvio telógeno agudo: sua causa está associada a algum evento que aconteceu três meses antes do início da queda. Isso porque o período de preparo para a queda dura de dois a três meses e os fios se desprendem ao final desse ciclo. Esses eventos, ou gatilhos, convertem um percentual maior de fios para a fase de queda. Sendo assim, ao invés de termos 100-120 fios caindo diariamente, temos 200-300 fios, dependendo do paciente e da causa do eflúvio. 
Os distúrbios no ciclo capilar podem ser causados ​​por vários gatilhos, incluindo:

Estresse severo: Períodos prolongados de estresse podem resultar em eflúvio telógeno.

Má alimentação: Uma alimentação deficiente em vitaminas e minerais levam a queda de cabelo, pois, cabelo requer nutrientes essenciais, incluindo proteínas, ferro, vitaminas do complexo B e zinco para crescer.

Perda repentina de peso: A perda de peso ou restrição calórica crônica, como na anorexia nervosa, pode causar queda de cabelo.

Gravidez e parto: Durante a gravidez, por conta dos hormônios os cabelos crescem mais rapidamente. Alterações hormonais que ocorrem 3 a 6 meses após o nascimento podem causar queda de cabelo. Isso é chamado eflúvio telógeno pós-parto.

Menopausa: Alterações hormonais que ocorrem durante a menopausa também podem causar eflúvio telógeno.

Certos medicamentos: Certos medicamentos podem causar queda de cabelo.

Condições de saúde subjacentes: Isso pode incluir doenças autoimunes, condições que afetam a glândula tireoide e alopecia areata.

Cirurgia: Dependendo do tipo de procedimento, tempo de permanência no hospital, medicamentos e estado nutricional geral. Especialmente a bariátrica, por conta da perda de sangue e do estresse metabólico.

Toxicidade para metais: O contato com produtos químicos tóxicos no metal pode levar à queda de cabelo.

Eflúvio telógeno crônico: a fase na qual os fios caem muito, se assemelha à versão aguda. Porém, em longo prazo, é diferente. Há ciclos de aumento dos fios na fase de queda, de forma cíclica, uma ou duas vezes por ano, ou a cada dois anos, dependendo do paciente. Conforme o tempo passa, o paciente fica com o cabelo mais volumoso na base e menos volumoso no comprimento. O cabelo fica mais curto e com o “rabo de cavalo” mais fino. Se o paciente só tiver essa condição, não ficará com o cabelo ralo no couro cabeludo. Porém, seu problema pode estar associado a outras condições que causam rarefação dos fios. De qualquer forma, se perde muito volume e comprimento. O problema nem sempre tem causa definida, mas sabe-se que está associado a doenças autoimunes, dentre elas, a mais comum é a tireoidite de Hashimoto.

Tudo isso pode interferir na proporção dos fios na fase de queda. Em geral, 70% dos casos têm o agente descoberto. Já nos 30% restantes a causa acaba por não ser definida.

Tratamento

O tratamento do eflúvio telógeno depende do que está desencadeando a perda de cabelo. Uma vez que a causa tenha sido estabelecida, o ciclo capilar deve normalizar e o cabelo começará a crescer novamente.

As considerações alimentares incluem o seguinte:
A proteína fornece os blocos de construção para o cabelo crescer. Verifique se a dieta inclui muitos alimentos ricos em proteínas, como carne, ovos, peixe, feijão, grãos e nozes. O aminoácido lisina pode ser particularmente importante para o crescimento do cabelo.

A deficiência de ferro pode estar ligada ao eflúvio do telogênio. Fazer alterações na dieta para incluir alimentos ricos em ferro pode ajudar na perda de cabelo. Estes incluem carne vermelha, fígado, vegetais folhosos verde-escuros, feijão e lentilhas.
A suplementação pode ser considerada por um curto período de tempo, enquanto o estado nutricional é aprimorado.
Se você não conseguir obter esses nutrientes nos alimentos que ingere, experimente vitaminas para o crescimento do cabelo.

Vitamina A

Vitaminas B

Vitamina C

Vitamina B5 (Pantenol)

Vitamina D

Vitamina E

Vitamina H (Biotina)

As vitaminas são indicadas ajuda na construção de novas células da pele e cabelos. Os dermatologistas afirmam que as vitaminas citadas acima melhoram diretamente a pele, o corpo e, principalmente, os cabelos.

Vitaminas específicas controlam a queda de cabelo, mas somente quando usadas de forma adequada e não excessiva. É importante primeiro entender qual vitamina é eficaz no tratamento da queda capilar.

Vitamina A: atua sobre a pele, a retina dos olhos e as mucosas, aumenta a resistência aos agentes infecciosos e quanto aos cabelos: regula a síntese de ácido retinóico no folículo piloso, ajuda no crescimento e hidratação do cabelo. Mantendo-os saudáveis.

A vitamina A é encontrada em:

Cenouras

Batatas doces

Espinafre

Vegetais de folhas verdes escuras

Atum

Alface

Pimentos vermelhos

Manga

Manteiga

Leite

Gema de ovo

Fígado

Tomate

Mamão

Cará

Abóbora

Fígado

Vitaminas B:

Esta é com certeza uma das melhores vitaminas que ajudam no crescimento do cabelo. Inositol e B12 são vitaminas B úteis para o crescimento capilar acelerado.

A vitamina B é encontrada em:

Ovos

Carne

Mamão

Laranjas

Feijões

Vitamina B5

Também conhecido como pró-Vitamina B5 ou Pantenol (encontrado principalmente na natureza como D-Pantenol), um ingrediente importantíssimo e muito usado nos medicamentos para controle de queda de cabelo.

Os alimentos ricos em vitamina B5 são:

Cogumelos

Queijo

Peixe oleoso

Ovos

Abacates

Carne

Aves de capoeira

Sementes de girassol

Batatas doces

Carne de porco magra

Vitamina C

Essa vitamina conserva os vasos sanguíneos e os tecidos, ajuda na absorção do ferro e aumenta a resistência a infecções, favorece a cicatrização e o crescimento normal dos ossos.
A vitamina C é essencial para o crescimento do cabelo. Também promove a produção de colágeno, fundamental para manter a estrutura do cabelo e reparar os danos dos fios.

A vitamina C é encontrada em:

Limão

Laranja

Abacaxi

Mamão

Goiaba

Alface

Agrião

Tomate

Cenoura

Pimentão amarelo

Nabo

Vegetais de folhas verdes escuras

Brócolis

kiwi

Limão doce

Ervilhas

Acerola

Morango

Goji berry

Cranberry

Caju

Vitamina D

Esta vitamina para perda de cabelo estimula o folículo piloso e as células, para que elas formem novos fios de cabelo. Além de fixar o fósforo em dentes.

A vitamina D é encontrada em:

Peixe

Ostras

Óleo de fígado de peixes

Salame

Leite

Manteiga

Presunto

Enchidos

Tofu

Leite de soja

Ovos

Cogumelos

Raios do sol

Produtos lácteos fortificados

Vitamina E

Estimula os capilares, melhorando a circulação sanguínea do couro cabeludo. Além de favorecer o metabolismo muscular e auxiliar a fertilidade.

A vitamina E é encontrada em:

Germe de trigo

Espinafre

Carnes

Óleo

Tofu

Nozes

Amendoim

Gema de ovo

Abacate

Amêndoas

Sementes de girassol

Azeite

Brócolis

Abóbora

Vitamina H (Biotina)

A biotina, também conhecida como vitamina B7 ou H, é uma vitamina solúvel em água. É um dos suplementos mais popularmente prescritos para a perda de cabelo induzida pela tireoide. Foi demonstrado que a biotina promove o crescimento do cabelo, engrossa o fio e evita a perda de cabelo. Isso ocorre porque existe uma co-relação direta entre baixos níveis de biotina e perda de cabelo. A biotina pode, no entanto, mexer com os resultados dos testes da tireoide e é por isso que é sempre melhor consultar um profissional antes de começar a tomar suplementos.

A vitamina H é encontrada em:

Fígado e rim de boi

Gema de ovo

Batata

Banana

Amendoim

Cereais integrais

Nozes

Eflúvio telógeno é considerado a segunda forma mais comum de perda de cabelo diagnosticada por dermatologistas. Ocorre quando há uma alteração no número de folículos capilares que estão crescendo. Não deixe de consultar um médico para saber a causa da sua queda de cabelo.



Topo