Lanternas Verdes (Wallpaper)

Marvel


O anel dos Lanternas Verdes

Diversos indivíduos já assumiram o nome de Lanterna Verde ao longo do tempo. Cada um possuiu um anel que lhes dava grande controle sobre o mundo físico. 

O anel foi considerado a arma mais poderosa da galáxia, criando objetos plasmados complexos de acordo com a mente de seu portador, limitado apenas por duas coisas: a força de vontade do Lanterna Verde e a cor amarela, onde o anel não surte efeito algum (problema causado por uma impureza na fonte original que gerou os anéis). 

O anel dos Lanternas Verdes deve ser recarregado de acordo com o período de rotação do planeta natal de seu portador (na Terra, a cada 24 Horas). 

A bateria do anel se assemelhava em seu formato à antiga lanterna utilizada por exemplo pelos ferroviários para sinalizar alguma coisa ocorrida nos trilhos aos maquinistas de trens.

Os anéis dos Lanternas Verdes foram confeccionados pelos Guardiões do Universo, seres extremamente antigos e poderosos, que têm a missão de zelar pela manutenção da paz intergalática. O poder do anel provém da matéria energética do planeta OA, lar dos guardiões, que fica no centro do universo, alimentando a energia vital de todos os seres do universo.

Mais tarde, foi dito que os anéis dos Lanternas Verdes não são mais vulneráveis a cor amarela. Apenas os anéis dos recrutas agora tinham esta limitação.

A Tropa dos Lanternas Verdes

Ver artigo principal: Tropa dos Lanternas Verdes
Para melhor monitorar o Universo, os Guardiões dividiram-no em 3600 setores espaciais, sendo que o setor que abriga o planeta Terra é o de n° 2814. A princípio, foi designado 1 membro por setor, mas após a reconstrução da Tropa nos anos 2000, os Lanternas passaram a agir em duplas, aumentando o efetivo da Tropa para 7200 oficiais.

O Lanterna Verde da Era Dourada (Alan Scott), como também é conhecido, não faz parte da Tropa dos Lanternas Verdes, pois seu anel não foi forjado pelos Guardiões, mas moldado a partir da bateria encontrada por ele mesmo, por sua vez originada de um meteoro proveniente do Coração Estelar.

O artigo completo está em: Wikipédia, a enciclopédia livre.




Topo